Almanaque das drogas
  • Páginas: 384
  • ISBN: 9788580440805
  • 1.ª edição: 2012-05-01

Segundo o Aurélio, a palavra droga significa "qualquer substância capaz de alterar o funcionamento normal de um organismo". Se pararmos para pensar, o café faz isso, aquele santo remedinho para dor de cabeça também, além de outras substâncias tão comuns no uso diário e que não são chamadas de drogas. Para muitos o sinônimo de droga é qualquer substância que "dê barato". Já o taxativo narcótico - usado principalmente pelas autoridades - vem do grego narkotikos, que significa aquilo que adormece. Por outro lado algumas drogas aceleram o organismo. Afinal de contas, o que pode ser considerado droga? O jornalista Tarso Araujo reflete sobre o assunto e explica tudo: da classificação das substâncias entorpecentes até a organização de uma boca de fumo, dos efeitos físicos no usuário à sua relação econômica com a corrupção e o crime organizado. Almanaque das drogas é uma enciclopédia enxuta e ricamente ilustrada que vai responder todas as dúvidas sobre o assunto.



Leia um trecho do livro: